Contenido principal del artículo

Valdiney Veloso Gouveia
Anderson Mesquita do Nascimento
Rildésia Silva Veloso Gouveia
Emerson Diogenes de Medeiros
Patricia Nunes da Fonsêca
Layrtthon Carlos de Oliveira Santos

Este artículo procuró adaptar al contexto brasileño la escala de creencia en el mundo justo, reuniendo evidencias de su validez factorial y consistencia interna.
Se realizaron dos estudios en ambientes virtuales. En el Estudio 1 el propósito fue conocer la estructura factorial y consistencia interna de esta medida. Participaron 300 personas con edad promedio de 26,4 años (61,3 % de sexo femenino), que respondieron esta escala y preguntas demográficas. Los  resultados muestran una solución de dos componentes: creencia en el mundo justo personal [7 ítems, valor propio = 4,42 y alfa de Cronbach (α) de 0,83] y creencia en el mundo justo general (6 ítems, valor propio = 1,67 y α = 0,69). El Estudio 2 tuvo como objetivo  comprobar esta estructura bifactorial. Participaron 331 individuos  con edad promedio de 27,1 (64,4 % de sexo femenino). Los indicadores de ajuste observados soportaron el modelo con dos factores [e.g., GFI = 0,92, cfi = 0,91 y rmsea = 0,07 (IC90 % = 0,05 - 0,08)], que presentaron coeficientes aceptables de consistencia interna (α = 0,82 y 0,71, respectivamente). Como conclusión, los hallazgos apoyan las evidencias de validez factorial y consistencia interna de esta medida, que podrá ser utilizada en estudios futuros en Brasil.

Palabras clave: creencia, mundo justo, escala, validez.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Valdiney Veloso Gouveia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Possui Licenciatura (1989) e Formação (2005) em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba, Especialização em Psicometria (1993) e Mestrado em Psicologia Social e do Trabalho (1991) pela Universidade de Brasília e Doutorado em Psicologia Social (1998) pela Universidade Complutense de Madri. É Professor Titular de Psicologia Social na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), ademais de Pesquisador 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Anderson Mesquita do Nascimento, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutorando em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba. Mestre em Psicologia Social pela mesma instituição (2016). Possui formação em Psicologia (2013), pela Universidade Federal da Piauí - UFPI. Atualmente é integrante do Núcleo Bases Normativas do Comportamento Social - BNCS.

Rildésia Silva Veloso Gouveia, Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ

Possui graduação em Psicologia pelo Centro Universitário de João Pessoa (2002). Tem atuado na Psicologia Clínica, com abordagem cognitivo-comportamental, sobretudo em atenção a crianças e adolescentes. Professora Titular de Psicologia Jurídica no Centro Universitário de João Pessoa. Doutora em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba (2009).

Emerson Diogenes de Medeiros, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Possui formação em Psicologia, com estágio curricular em psicodiagnóstico, pela Universidade Federal da Paraíba. É mestre e doutor em Psicologia Social com enfâse em medidas psicossociais, pela mesma universidade. Atualmente é professor Adjunto, Nivel 1, do curso de graduação em Psicologia da Universidade Federal do Piauí (Campus de Parnaíba), atuando na áera de Avaliação Psicológica, coordenador do Laboratório de Avaliação Psicológica do Delta. Tem experiência na área de Psicologia Social, com ênfase em Fundamentos e Medidas em Psicologia.

Patricia Nunes da Fonsêca, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Psicóloga pela Universidade Federal da Paraíba e Bacharel em Direito pelo Centro Universitário de João Pessoa (PB). Tem Especialização em Educação Básica e Psicopedagogia. Mestrado e Doutorado em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba. Docente da Universidade Federal da Paraíba do Departamento de Psicopedagogia e da Pós-Gradução em Psicologia Social, Coordenadora do Núcleo de Estudos em Desenvolvimento Humano, Educacional e Social (NEDHES), Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Bases Normativas do Comportamento Social (BNCS). Atualmente é chefe de Departamento do Curso de Psicopedagogia. 

Layrtthon Carlos de Oliveira Santos, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é doutorando em Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social da UFPB, Mestre em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2015). Integrante do núcleo de pesquisas Bases Normativas do Comportamento Social (BNCS).

Detalles del artículo