Contenido principal del artículo

Marcela Bohn
Clarisse Pereira Mosmann

O conceito de mindfulness é descrito na literatura como uma habilidade metacognitiva de obter consciência acerca de estados internos. O presente estudo parte da premissa que, na relação conjugal, essa habilidade poderia facilitar a compreensão de necessidades e a resolução de conflitivas através da adoção de estratégias de resolução de conflitos construtivas. Assim, o objetivo deste estudo foi verificar o papel discriminante das estratégias de resolução de conflito conjugal em dois grupos de indivíduos com maiores e menores níveis de mindfulness. A amostra pesquisa foi composta de 281 sujeitos (69 homens e 212 mulheres), maiores de 18 anos (média = 32,94; DP = 31,00), em um relacionamento estável e em coabitação por no mínimo 6 meses. Foi realizada uma coleta online, momento em que os participantes responderam a Escala de Consciência e Atenção Mindfulness (MAAS) e as escalas Conflict Resolution Behavior (CRBQ) e Conflict Resolution Style Inventory (CRSI). Foi realizada análise multivariada discriminante através do programa SPSS versão 22.0. Os resultados obtidos indicaram que as estratégias evitação, ataque, submissão e envolvimento no conflito discriminaram o grupo com menores níveis de mindfulness, enquanto que as estratégias acordo e resolução positiva dos problemas diferenciaram o grupo com maiores níveis de mindfulness. Por fim, destaca-se que as estratégias de resolução de conflitos utilizadas pelos grupos são teoricamente coerentes com os níveis de mindfulness que apresentam.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.
Bohn, M., & Pereira Mosmann, C. (2020). A forma como me conecto comigo e resolvo conflitos conjugais: o papel discriminante das estratégias de resolução de conflito nos níveis de mindfulness. Avances En Psicología Latinoamericana , 38(3). https://doi.org/10.12804/revistas.urosario.edu.co/apl/a.8027

Detalles del artículo