Territorios

ISSN-e: 2215-7484

ISSN: 0123-8418 

Redes institucionais de apoio ao desenvolvimento territorial: estudo de caso a partir da análise da dinâmica territorial do desenvolvimento de um âmbito espacial periférico (Sarandi/RS/Brasil)

Valdir Roque Dallabrida

Texto completo:

PDF
Enviar este artículo (Es necesario iniciar sesión)
Escanee aquí para descargar

Resumen


Diferentes estudos têm buscado o entendimento das causas que levam algumas cidades, regiões ou territórios se desenvolverem, enquanto outros permanecem estagnados ou regridem. Parte-se do pressuposto que o desenvolvimento resulta do padrão de organização socioterritorial, este capaz de provocar inovações coletivas territoriais, resultado da densidade institucional, ou seja, da capacidade local de constituir relações em rede. A presente análise está centrada no município de Sarandi/RS/Brasil, que a partir da década de noventa tem empreendido uma trajetória de desenvolvimento incomum. De uma situação grave de crise socioeconômica nas décadas anteriores, seus atores sociais, econômicos e institucionais, em forma de rede, foram capazes de consensuar um conjunto de iniciativas, que resultaram na estruturação de um microcluster no setor de confecções, contando hoje com em torno de 50 empresas e as instituições de apoio minimamente necessárias.


Palabras clave


Desenvolvimento territorial, território, região, densidade institucional, redes institucionais.

Referencias


Amin, A.; Thrift, N., 1995, “Globalization, institutional thickness and the local economy”, In: Halley, P. et al. Managin the cities the new urban context, Johon Wiley Chichester, London, Inglaterra.

Andrade, Manoel Corrêa, 1994, “Territorialidade, desterritorialidade, novas territorialidades: os limites do poder nacional e do poder local”, In: Santos, M; Souza, M. A. A.; Silveira, M. L., Território, globalização e fragmentação, p. 213-220, Hucitec, São Paulo, Brasil.

Aydalot, Philippe, 1996, Milieux Innovateurs en Europe, GREMI, Paris, França.

Bandeira, Pedro S., 2000, “Participação, Articulação de Atores Sociais e Desenvolvimento Regional”. In: Becker, Dinizar F.; Bandeira, Pedro S., Desenvolvimento Local/Regional – Determinantes e Desafi os Contemporâneos, vol. 1, p. 23-128, EDUNISC, Santa Cruz do Sul, Brasil.

Benko, G., 1999, Economia, espaço e globalização na aurora do século XXI, Hucitec, São Paulo, Brasil.

Boisier, Sergio, 2001, “Creación de capital sinergético en el Maule”. In: Durston, John; Miranda, Francisca (Compiladores). Capital social y políticas públicas en Chile: investigaciones recientes, Volume I, p. 33-38, CEPAL/ECLAC, Santiago, Chile.

Boisier, Sergio, 1998, El desarrollo territorial a partir de la construcción de capital sinergético, ILPES, Santiago, Chile.

Boisier, Sergio, 2003, “Y si el desarrollo fuese una emergencia sistémica?”, In: Redes, v. 8, n. 1, jan/abr, p. 9-42, Edunisc, Santa Cruz do Sul, Brasil.

Boscherini, Fabio y Poma, Lucio, 2000, “Más allá de los distritos industriales: el nuevo concepto de territorio en el marco de la economia global”, En: Boscherini, Fabio y Poma, Lucio (comp.), Territorio, conocimiento y competitividad de las empresas. El rol de las instituciones en el espacio global, p. 23-38, Miño y Dávila, Buenos Aires, Argentina.

Bourdieu, P., 1985, “The forms of capital”, In: Richardson, J. G. (Comp.), Handbook of Theory and Research for the Sociology of Education, Greenwood, Nueva York, EEUU.

Corrêa, Roberto Lobato, 1994, “Território e corporação: um exemplo”, In: Santos, M; Souza, M. A. A.; Silveira, M. L, Território, globalização e fragmentação, p. 251-256, Hucitec, São Paulo, Brasil.

Dallabrida, Valdir Roque, 2005, A dinâmica territorial do desenvolvimento: sua compreensão a partir da análise da trajetória de um âmbito espacial periférico, Tese de Doutorado, Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, Brasil.

Dallabrida, Valdir Roque, 2006, “A dimensão intangível do desenvolvimento: Algumas Refl exões Preliminares”, In: Baquero, Marcello; Cremonese, Dejalma Cremonese (Orgs.), Capital social: teoria e prática, Ed. UNIJUÍ, Ijuí, Brasil, p. 159-186.

Dallabrida, Valdir Roque; Fernández, Víctor Ramiro, 2005a, “Redes institucionais de apoio ao desenvolvimento territorial: estudo de caso a partir da análise da dinâmica territorial do desenvolvimento de um âmbito espacial periférico (Sarandi/RS/Brasil)”, In: Documento Base – II Seminário internacional desenvolvimento econômico territorial e emprego-dete, Coord. Patrício Vergara, Fortaleza, 10 e 11 de outubro de 2005, p. 329-350.

Dallabrida, Valdir Roque; Fernández, Víctor Ramiro, 2005b “Inovação, território e desenvolvimento”, In: Carvalho, J. R.; Hermanns, K., Políticas públicas e desenvolvimento regional no Brasil, Fundação Konrad Adenauer, Fortaleza, p. 239-264.

Fernández, Víctor Ramiro, 2004, “Densidad institucional, innovación colectiva y desarrollo de las cadenas de valor local: Un triángulo estratégico en la evolución de los enfoques regionalistas durante los ´90s”, In: Redes, v. 9, nº 1, jan./abr, p. 7-36, EDUNISC, Santa Cruz do Sul, Brasil.

Fukuyama, Francis, 1992, The End of History and the Last Man, Hamilton, London, Inglaterra.

Fundação de Economia e Estatística – FEE, 2005, Resumo estatístico RS – Municípios. FEE, Porto Alegre, Brasil (Disponível em http://www.fee.tche.br/sitefee/ pt/content/resumo/pg_municipios_detalhe.php?municipio=Sarandi– pesquisado em 27-08-2005).

Granovetter, M., 1985, “Economic Action and Social Structure: The Problem of Embeddedness”, American Journal of Sociology, 91:481-510.

Lopes, Raul, 2001, Competitividade, Inovação e Territórios, Celta, Oeiras, Portugal.

Méndez, Ricardo, 2002, “Innovación y desarrollo territorial: algunos debates teóricos recientes”, In: Revista EURE, v. 28, n. 84, p. 63-83, Santiago, Chile.

MTE - Ministério do Trabalho e Emprego, 2005, Relação Anual de Informações Sociais – RAIS, MTE, Brasília/DF, Brasil (Disponível em: http://www.rais.gov.br/ ).

North, D., 1995, “The New Institutional Economics and Third World Development”, In: Harriss, J.; Hunter, J. and Lewis, C. (Eds.), The New Institutional Economics and Third World Development, p. 17-26, Routledge, London, Inglaterra.

Putnam, Robert D., 2000, Comunidade e Democracia: a experiência da Itália moderna, 2.ed., FGV, Rio de Janeiro, Brasil.

Ramis, Luis, 1999, “Clusters em la Unión Europea”, In: Elgue, Mario César (Comp.), Globalización, desarrollo local y Redes Associativas, p. 63-84, Ed. Corregidor, Buenos Aires, Argentina.

Santos, Milton, 1986, Por uma Geografi a Nova – Da Crítica da Geografi a a uma Geografi a Nova, 3 ed., Hucitec, São Paulo, Brasil.

Santos, Milton, 1994, Técnica, Espaço e Tempo – Globalização e meio técnico-científico informacional, Hucitec, São Paulo, Brasil.

Santos, Milton; Silveira, M. L., 2001, O Brasil: território e sociedade no início do século XXI, Record, Rio de Janeiro, Brasil.

Sen, Amartya K., 2000, Desenvolvimento como liberdade, Companhia das Letras, São Paulo, Brasil.


El archivo PDF seleccionado se debe cargar aquí si su navegador tiene instalado un módulo de lectura de PDF (por ejemplo, una versión reciente de Adobe Acrobat Reader).

Si desea más información sobre cómo imprimir, guardar y trabajar con PDFs, Highwire Press le proporciona una guía útil de Preguntas frecuentes sobre PDFs.

Por otro lado, puede descargar el PDF directamente a su ordenador donde podrá abrirlo con un lector de PDF. Para descargar el PDF, haga clic en el enlace anterior.


Métricas